Tag: CEO do Yahoo


CEO do Yahoo conta como trabalhava 130 horas por semana e porque isso é muito importante

A executiva Marissa Mayer é mais conhecida por ser a ex-CEO do Yahoo, recém-vendido para a Verizon. Antes disso, ela construiu uma carreira memorável: foi a primeira engenheira mulher do Google e, além de seu emprego na empresa, fez parte do conselho do Walmart.

Provando que é “a CEO que mais trabalha duro do Vale do Silício”, como disse o ex-diretor do Yahoo, Max Levchin, Marissa recentemente deu uma entrevista à Bloomberg em que contou que trabalhava cerca de 130 horas por semana no Google – e porque foi importante deixar de se divertir para isso. As informações são do Business Insider.

Para a executiva, uma parte importante de qualquer negócio e, inclusive, uma característica negligenciada da cultura e sucesso do Google, é o “trabalho duro”. “O outro pedaço que é negligenciado na história do Google é o valor do trabalho duro. Quando repórteres escrevem sobre a empresa, eles falam sobre isso como se fosse inevitável”, disse.

Algumas atitudes foram fundamentais para que Marissa conseguisse trabalhar tantas horas durante a semana. “Se você for estratégico sobre quando for dormir, quando for tomar banho e quantas vezes você vai ao banheiro, é possível. A sala de ‘cochilos’ no Google estava lá porque era mais seguro ficar no escritório do que andar até o carro às 3h da manhã”, contou. “Nos meus cinco primeiros anos [na empresa], eu passava a noite no escritório no mínimo um dia da semana, exceto quando eu estava de férias – e as férias eram poucas”.

Além disso, Marissa também contou que o trabalho duro é o que diferencia as startups que são bem sucedidas e as que falham. Apenas ao olhar para a ética de trabalho das startups, ela disse que é possível saber qual será o destino da startup.

“Estar lá [no escritório] aos finais de semana é um grande indicador de sucesso, principalmente porque essas empresas não se tornam bem sucedidas do nada. Elas acontecem por conta de trabalho duro”, finalizou a executiva.